Como se portar numa entrevista de emprego? Confira nossas dicas

Em pleno 2019, há ainda quem não saiba quais são os “macetes” para se comportar diante de um dos momentos de maior tensão na vida de um desempregado: uma entrevista de emprego. É fato que, quanto mais queremos aquela vaga há uma tendência maior para o nervosismo, mas acredite, esta é uma situação totalmente normal e não acontece só com você.

Nós explicaremos que não há nada de complexo e que o que se deve fazer de uma forma geral e bem resumida é ser você mesmo, só que de uma maneira mais “policiada”. Portanto, a atenção em si mesmo e no que se fala e como se controla é essencial para essa etapa.

Geralmente, quem está passando pelo processo da entrevista de emprego, já passou por outra anterior: a seleção do currículo, por isso, atente bem para o que foi citado no mesmo e guie-se pelas informações que estão expostas lá para não se contradizer.

Como se comportar em uma entrevista de emprego?

  • Evite roupas muito justas e chamativas, coloridas demais e esportivas.
  • Fale com cuidado para não utilizar gírias, estrangeirismos exagerados.
  • Mantenha sua postura sempre confortável, não muito esticado nem muito relaxado, sente-se de uma forma que fique visível que você está confortável.
  • Evite bebidas alcoólicas e cigarros antes da entrevista (essas drogas são facilmente detectadas pelo cheiro)
  • Não chegue atrasado, pelo contrário, se puder chegar meia hora antes é o recomendado.
  • Olhe sempre nos olhos do entrevistador, mas claro de uma forma natural.
  • Leve sempre por precaução uma cópia de seu currículo e uma caneta.
  • Demonstre confiança e realmente esteja confiante, nada de pedir emprego por que precisa e tá passando por uma situação difícil ok?
  • Evite certos clichês quando for perguntado qual seu maior defeito, para este tipo de pergunta seja sincero, os recrutadores já sabem bem como funciona a mente do entrevistado.

Estude bem a empresa em que você fará a entrevista, a maior parte delas faz perguntas sobre missão e valores da empresa. Também não se exponha tanto, apenas responda o que lhe é perguntado sem se aprofundar muito. Evite ser tagarela, ouça com atenção o que o recrutador fala.

O maior erro de um candidato não são os erros gramaticais, nem as roupas que veste, mas as mentiras contadas no currículo. Não se envergonhe se você não possui experiências ou formações na área para a qual concorre a vaga, nunca se deixe intimidar por candidatos que aparentemente sabem muito mais sobre você.

A verdade é que muitas empresas buscam cada vez mais pessoas jovens e sem experiência de mercado, esta opção se enquadra nos níveis de estágios, júnior e trainee. Estes cargos são ocupados por profissionais que estão em início de carreira, e com a crise vivenciada pelo país, a mão de obra também é mais barata.